Temas levantados durante lançamento do Fórum Permanente Regional da Indústria em Guarapuava

Lideranças da região central apontam infraestrutura, empregabilidade e inovação como prioridades

24/06/2024 13h08

Lideranças empresariais reunidas em Guarapuava nesta sexta-feira (21) apontaram as áreas de infraestrutura, empregabilidade, inovação e ensino profissionalizante como prioritárias para o desenvolvimento da indústria da região Central do Estado. A priorização dos temas foi feita pelosDua 21 participantes do evento de lançamento dos Fóruns Permanentes Regionais da Indústria, iniciativa que a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) está implantando em todas as regiões do Estado. Durante o evento, também foi instalado o Conselho Regional da Fiep, que vai ampliar a representatividade da indústria na região.

O presidente do Sistema Fiep, Edson Vasconcelos, explicou que os Fóruns têm o objetivo de aproximar a Federação das diferentes regiões, entendendo melhor as demandas e necessidades de cada uma no que se refere ao desenvolvimento industrial, o que será fundamental para a formulação de uma política industrial para o Paraná. “As regionais têm diferenças muito grandes no Estado, por isso é importante colocar a Federação à disposição para contribuir com a construção de um pensamento em prol da indústria”, disse. “Temos que somar forças para melhorar o ambiente do Paraná. Temos ferramentas, cabeças pensantes e engajamento para isso”, acrescentou.

Perfil da indústria
Na ocasião, foi apresentado um perfil da indústria da região central do Estado – área que integra a macrorregião dos Campos Gerais e tem os municípios de Guarapuava, Pinhão, Turvo, Laranjeiras do Sul, Pitanga e Candói entre os mais industrializados. Empregando 19 mil trabalhadores, a indústria do Centro responde por 20% do PIB total dos Campos Gerais, abaixo da média do setor na macrorregião, que é de 27%.

 

Alguns dos setores que mais geram postos de trabalho na indústria da região central estão ligados à madeira, incluindo os de fabricação de madeira laminada e de chapas de madeira laminada (com 9% do total) e dobramento de madeira (7%). Construção de edifícios (8%), construção de rodovias e ferrovias (5%), fabricação de embalagens de material plástico (4%) e fabricação de papel (4%).

 

Em termos de crescimento do PIB industrial, entre 2011 e 2021 a região demonstrou uma evolução abaixo de outras localidades. Enquanto o valor gerado pelo setor Centro Sul do Estado cresceu 133% nesse período, nos Campos Gerais como um todo o aumento foi de 158% e, no Oeste, de 171%.

 

Prioridades
Durante o evento de lançamento do Fórum Regional em Guarapuava, os participantes votaram em quais temas consideram mais relevantes para o desenvolvimento industrial da região. Infraestrutura, empregabilidade, inovação e ensino profissionalizante foram as áreas mais apontadas. A partir dos próximos meses, a Fiep realizará oficinas temáticas para aprofundar as necessidades em relação a esses e outros assuntos que impactam na atividade industrial regional.

 

Os participantes também votaram em quais aspectos consideram mais relevantes para serem aprimorados em âmbito municipal para que a indústria possa se desenvolver adequadamente. As três áreas mais indicadas foram: criação de parques industriais, planos de atração de investimentos e incentivos fiscais.

 

Conselho Regional
Durante o evento desta quinta, a Fiep também empossou os integrantes do Conselho Regional da Federação no Centro do Estado. O grupo, que será coordenado pelo industrial Julio César Pacheco Agner, terá a missão de liderar os debates sobre as demandas da região, aumentando a representatividade da entidade junto à indústria local. “Essa ideia da retomada das coordenadorias vai trazer bons frutos para toda a nossa região”, disse Agner.

 

Também foram nomeados como conselheiros da Fiep na região os industriais Adam Stemmer, Ademar Somensi, André Napoli, Carlos César Kolody, Clóvis Paulo Turmina, Edson Hideki Ono, Jaber Marangoni, Liliane Askel, Luiz Carlos de Oliveira, Marcelo Podolan, Márcio Richardi, Neri Blosquievis, Pedro Márcio Zanona, Ricardo Almeida de Lima, Ricardo Castoldi, Rosemari Brem e Thiago Cruz de Almeida.

 

Parcerias e presenças
Na região, o Fórum Regional conta com os apoios do Sebrae/PR; da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap); da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Centro-Oeste do Paraná (Cacicopar); das Associações dos Municípios do Centro do Paraná (Amocentro) e do Cantuquiriguaçu; e do governo do Estado, por meio das secretarias da Indústria, Comércio e Serviços, do Planejamento e do Trabalho, Qualificação e Renda.

 

O evento de lançamento teve uma palestra apresentando iniciativas que vêm sendo implantadas pela Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços, feita pela diretora de Novos Negócios e Relações Institucionais da pasta, Anna Paula Muller, e pelo chefe da coordenação de Desenvolvimento Regional, Célio Guimarães. Entre outras autoridades, estiveram presentes o vice-prefeito de Guarapuava, Samuel Ribas de Abreu, o vereador Nego Silvio, representando a Câmara Municipal de Guarapuava; o prefeito de Foz do Jordão e vice-presidente da associação do Cantuquiriguaçu, Francisco Clei; a presidente da Cacicopar, Esabel Szeuczuk; e o reitor da Unicentro, Fabio Hernandes.

 

Também participaram do encontro lideranças industriais, incluindo o vice-presidente da Fiep, José Alberto Pereira Ribeiro, os diretores da Federação Edson Hideki Ono e Ricardo Santin, além dos presidentes dos sindicatos das Indústrias da Madeira de Guarapuava (Sindusmadeira), Clóvis Paulo Turmina, e de Reparação de Veículos e Acessórios de Guarapuava (Sindirepa), Carlos Cesar Kolody.

 

Outras regiões
Além de Guarapuava, as cidades de Londrina, no Norte,  Maringá, no Noroeste, Francisco Beltrão, no Sudoeste, Cascavel, no Oeste, e Irati, no Centro-Sul, já receberam o lançamento dos Fóruns Permanentes Regionais da Indústria. Em datas ainda a serem confirmadas, as reuniões acontecerão também nos municípios de Ponta Grossa, Guarapuava e Curitiba.

 

    Receba notícias no teu WhatsApp e saiba diariamente o que acontece em Guarapuava e região. Entre no grupo.Envie vídeos, fotos de acontecimentos na cidade e para a coluna social, denúncias, reclamações para a equipe AGORA pelo WhatsApp (42) 98435-5627.